ENERGIA NA AGRICULTURA https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia <p style="text-indent: 21.25pt; margin: 0cm 0cm 8.0pt 0cm;">A revista&nbsp;<strong>ENERGIA NA AGRICULTURA (2359-6562 ISSN Eletrônico&nbsp;1808-8759 ISSN Impresso)</strong> foi criada em 1986 com o propósito de conceber um veículo de divulgação científica especializado, comprometido com temas relacionados à questão energética no meio agrícola. Desde então, a revista tem se constituído no principal meio de divulgar, na forma de artigos científicos, o conhecimentos gerados pelas pesquisas implantadas no referido curso de pós-graduação, cumprindo sua missão de fortalecer a conscientização energética na agricultura brasileira. Desde 2012 a Revista passou a receber artigos externos e incluiu outras áreas de trabalho, atendendo novas temáticas dentro da Energia na Agricultura.&nbsp;</p> <p style="text-indent: 21.25pt; margin: 0cm 0cm 8.0pt 0cm;">Em 2019 uma nova equipe se organizou para incrementar os núcleos de trabalho em direção às novas diretrizes da Pós Graduação e de Publicações Científicas. Nosso compromisso está na difusão das atualizações nas áreas de cobertura da Revista Energia da Agricultura.</p> Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" pt-BR ENERGIA NA AGRICULTURA 1808-8759 <p>Esta revista proporciona acesso publico a todo seu conteúdo, seguindo o princípio que tornar gratuito o acesso a pesquisas gera um maior intercâmbio global de conhecimento. Tal acesso está associado a um crescimento da leitura e citação do trabalho de um autor. Para maiores informações sobre esta abordagem, visite&nbsp;<a href="http://www.pkp.ubc.ca/" target="_blank" rel="noopener">Public Knowledge Project</a>, projeto que desenvolveu este sistema para melhorar a qualidade acadêmica e pública da pesquisa, distribuindo o OJS assim como outros software de apoio ao sistema de publicação de acesso público a fontes acadêmicas.</p> PRODUÇÃO DE CERVEJAS ADOCICADAS: CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA, SENSORIAL E ENERGÉTICA https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3604 <p><a name="_Toc3839930"></a><strong>PRODUÇÃO DE CERVEJAS ADOCICADAS: CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA, SENSORIAL E ENERGÉTICA</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>VITOR MASSAMI IMAIZUMI¹, RICARDO FIGUEIRA¹, MARIA MÁRCIA PEREIRA SARTORI¹, WALDEMAR GASTONI VENTURINI FILHO¹</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><em>¹Departamento de Produção Vegetal, Faculdade de Ciências Agronômicas (Avenida Universitária, 3780, Altos do Paraíso, CEP 18610-034, Botucatu, São Paulo, Brasil) </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3604/5/mailto:vtr_massami@hotmail.com"><em>vtr_massami@hotmail.com</em></a><em>; </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3604/5/mailto:ricardofigueira@hotmail.com"><em>ricardofigueira@hotmail.com</em></a><em>; </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3604/5/mailto:maria.mp.sartori@unesp.br"><em>maria.mp.sartori@unesp.br</em></a><em>; </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3604/5/mailto:waldemar.venturini@unesp.br"><em>waldemar.venturini@unesp.br</em></a></p> <p><em> </em></p> <p><strong>RESUMO: </strong>O objetivo do trabalho foi produzir cervejas adocicadas utilizando xarope de jabuticaba (Tratamento 1) e açúcar + caramelo (Tratamento 2), e caracterizá-las físico-química, energética e sensorialmente. O experimento contou com dois tratamentos e três repetições. As amostras foram fabricadas pelo método de infusão. A fermentação transcorreu à temperatura de 10 °C ± 1, sendo as cervejas posteriormente envasadas e adicionadas de xarope de jabuticaba e açúcar/caramelo em quantidades necessárias para alcançar 10 °Plato de extrato aparente. As bebidas foram refermentadas em garrafas para carbonatação (<em>primming</em>) e pasteurizadas. As cervejas foram analisadas físico-quimicamente para os parâmetros de teor alcoólico, extrato real, extrato aparente, cor, amargor, turbidez, pH, acidez total e gás carbônico. As bebidas foram analisadas sensorialmente por meio de escala hedônica estruturada de nove pontos. A análise estatística foi realizada por análise de variância e as médias dos resultados das análises físico-químicas foram comparadas por teste de Tukey e as medianas dos resultados da análise sensorial comparadas por teste de Kruskal-Wallis. O tratamento 1 se diferenciou do tratamento 2 nos parâmetros de cor e turbidez. Sensorialmente, o tratamento 1 apresentou a mesma aceitabilidade que o tratamento 2. Não houve diferença no valor energético entre os dois tratamentos.</p> <p> </p> <p><strong>Palavras-chave</strong>: bebida alcoólica, <em>myrciaria cauliflora</em>, artesanal, malzbier.</p> <p> </p> <p><a name="_Toc3839932"></a><strong>SWEET BEER PRODUCTION: PHYSICOCHEMICAL, SENSORY AND ENERGY EVALUATION</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ABSTRACT:</strong> The aim of this research was to produce sweet beers using jabuticaba syrup (Treatment 1) and sugar + caramel (Treatment 2), and perform physicochemical, energy and sensory analysis. The experiment was composed of two treatments and three replicates. Samples were made by infusion. The fermentation was conducted at 10 °C ± 1, and the beers were bottled and added with jabuticaba syrup and sugar/caramel in a necessary amount to reach 10 °Plato of clear extract. The beers were bottle conditioned for carbonation (primming) and pasteurized. The beers were physiochemically analyzed for the parameters of alcohol content, real extract, clear extract, color, bitterness, turbidity, pH, total acidity, and carbon dioxide. The samples were submitted to sensory analysis by using 9-points hedonic scale. Statistical analysis of the results was performed through analysis of variance and the means of the physicochemical analyzes were compared by Tukey's test and the medians of the sensory analysis were compared by Kruskal-Wallis test. Treatment 1 differed from treatment 2 in color and turbidity parameters. In sensory test, treatment 1 presented the same acceptability treatment 2. There was no difference in the energy value between the two treatments.</p> <p> </p> <p><strong>Keywords</strong>: alcoholic beverage, <em>myrciaria cauliflora</em>, craft beer, malzbier.</p> Vitor Massami Imaizumi Ricardo Figueira Maria Márcia Pereira Sartori Waldemar Gastoni Venturini Filho Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 123 130 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p123-130 MODELAGEM FUZZY PARA AVALIAÇÃO DE MUDAS PRÉ-BROTADAS DE CANA-DE-AÇÚCAR UTILIZANDO DIFERENTES DOSES DE POLÍMEROS E LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3809 <p><strong>MODELAGEM <em>FUZZY</em> PARA AVALIAÇÃO DE MUDAS PRÉ-BROTADAS DE CANA-DE-AÇÚCAR UTILIZANDO DIFERENTES DOSES DE POLÍMEROS E LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO</strong></p> <p> </p> <p><strong>RENATA NAGIMA IMADA<sup>1</sup>, DANIEL DOS SANTOS VIAIS NETO<sup>2</sup>, VALTER ALVES PRADELA<sup>3</sup>, LUÍS ROBERTO ALMEIDA GABRIEL FILHO<sup>4</sup></strong></p> <p> </p> <p>¹ Faculdade de Tecnologia de Presidente Prudente (FATEC), Rua Terezina, 75, Vila Paulo Roberto, 19046-230, Presidente Prudente, SP, Brasil, renata.imada@fatec.sp.gov.br</p> <p>² Faculdade de Tecnologia de Presidente Prudente (FATEC), Rua Terezina, 75, Vila Paulo Roberto, 19046-230, Presidente Prudente, SP, Brasil, dv.neto@fatec.sp.gov.br</p> <p>³ Escola Técnica Estadual "Profª Nair Luccas Ribeiro" (ETEC), Rua Pará, 506, Bairro da Estação, 19280-000, Teodoro Sampaio, SP, Brasil, valter.pradela@etec.sp.gov.br</p> <p><sup>4</sup> Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Engenharia, Rua Domingos da Costa Lopes,780, Jd. Itaipu, 17602-496, Tupã, SP, Brasil, gabriel.filho@unesp.br</p> <p> </p> <p>RESUMO: Com o aumento da demanda por biocombustíveis, o Brasil tem se destacado mundialmente na produção de cana-de-açúcar. Visando a redução de custos dessa cultura, o sistema de mudas pré‑brotadas é um método que diminui o volume de matéria-prima necessário para o plantio. Além disso, a água é indispensável para a produção desse tipo de muda e, para suprir essa necessidade, é possível adicionar polímeros ao substrato. Em virtude disso, o presente trabalho objetivou analisar, por meio de uma modelagem <em>fuzzy</em>, os efeitos na formação de mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar de diferentes doses de polímero em mistura com o substrato e diferentes lâminas de irrigação diária, 60 dias após o plantio dos minirrebolos. Para tanto, foi realizada a modelagem matemática de um experimento realizado em casa de vegetação na Faculdade de Tecnologia de Presidente Prudente. No modelo <em>fuzzy</em> desenvolvido, as variáveis de entrada foram: polímero e irrigação. Já as variáveis de saída estudadas foram: comprimento da parte aérea, massa fresca da parte aérea, massa seca da parte aérea, massa fresca de raízes e massa seca de raízes. A análise dos efeitos do polímero e da irrigação foi realizada por meio de superfícies tridimensionais e mapas de contorno das variáveis de saída. Tal modelagem visou gerar resultados também em diversos pontos não aferidos experimentalmente, possibilitando assim, analisar todos os cenários do desenvolvimento vegetativo e fisiológico de tais mudas. Constatou-se que variáveis relacionadas à parte aérea das mudas são positivamente afetadas pela adição de polímero, enquanto a massa de raízes tem o comportamento inverso. Em geral, conclui‑se que a região próxima a 3 g L<sup>-1</sup> de polímero misturado ao substrato, combinado com lâminas de irrigação diárias entre 10 a 15 mm, verificam-se as maiores respostas das variáveis biométricas estudadas, objetivando ter um menor consumo hídrico.</p> <p> </p> <p>Palavras-chave: lógica <em>fuzzy</em>, massa fresca, massa seca.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>FUZZY MODELING FOR EVALUATION OF PRE-</strong><strong>SPROUTED SUGARCANE SEEDLINGS USING DIFFERENT DOSES OF POLYMERS AND IRRIGATION WATER DEPTH </strong></p> <p> </p> <p><strong>ABSTRACT:</strong> With the increase of the demand for biofuel, Brazil has been globally known as sugarcane productor. Seeking the reduction of costs of that culture, the system of pre-sprouted seedlings is a method that decreases the necessary raw material volume to the planting. Besides, the water is indispensable for the production of that seedling type and to supply that need it is possible to add polymeric to the substratum. Because of that, the present work aimed at analyzing, through a modeling fuzzy, the effects in the formation of pre-sprouted sugarcane seedlings of different polymeric doses mixed with the substratum and different water depth of daily irrigation, 60 days after the planting of the small stalks. Thus, it was used the mathematical modeling of an experiment that took place in a greenhouse in São Paulo State Technology College (Fatec). In the fuzzy model developed, the input variables were: polymeric and irrigation. And the output variables studied were: length of the aerial part, aerial part fresh mass, aerial part dry mass, roots fresh mass and roots dry mass. The analysis of polymeric and irrigation effects was accomplished through three-dimensional graphs and maps of the output variables outline. Such modeling aimed at having results also in several points that were not checked experimentally, making possible to analyze all sceneries of the vegetative and physiologic development of such seedlings. It was verified that variables related to the aerial part of the seedlings are positively affected for the addition of polymeric, while the mass of roots has the opposite behavior. In general, it is concluded that the area close to 3 g L<sup>-1</sup> of polymeric mixed to the combined substratum with daily irrigation water depth among 10 to 15 mm had the largest answers of the studied biometrics variables, with the objective to have a lower hydric consumption.</p> <p> </p> <p>Keywords: fuzzy logic, fresh mass, dry mass.</p> Renata Nagima Imada Daniel Santos Viais Neto Valter Alves Pradela Luís Roberto Almeida Gabriel Filho Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 131 144 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p131-144 ELABORATION AND PHYSICAL-CHEMICAL AND SENSORIAL CHARACTERIZATION OF DRIED BANANA FLAVORED WITH SPICES https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3835 <p><strong>ELABORATION AND PHYSICAL-CHEMICAL AND SENSORIAL CHARACTERIZATION OF DRIED BANANA FLAVORED WITH SPICES</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ALISSANDRA DE OLIVEIRA SOUZA<sup>1</sup>, ROSANE LIÉGE ALVES DE SOUZA<sup>2</sup>, EMANUEL NETO ALVES DE OLIVEIRA<sup>3</sup>, NATIELI PIOVESAN<sup>4</sup></strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><em><sup>1 </sup></em><em>Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, BR 405, Km 154, Chico Cajá, 59900-000, Pau dos Ferros, RN, Brasil, </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3835/5/mailto:alissandraoliveira16@gmail.com">alissandraoliveira16@gmail.com</a>.</p> <p><em><sup>2</sup></em><em> Departamento de Gastronomia, Universidade Federal da Paraíba, Rua dos Escoteiros, s/n - Mangabeira, 58058-600, João Pessoa, PB, Brasil, </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3835/5/mailto:rosaneliege@yahoo.com.br">rosaneliege@yahoo.com.br</a>.</p> <p><em><sup>3</sup></em><em> Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, BR 405, Km 154, Chico Cajá, 59900-000, Pau dos Ferros, RN, Brasil, </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3835/5/mailto:emanuel.oliveira16@gmail.com">emanuel.oliveira16@gmail.com</a>.</p> <p><em><sup>4 </sup></em><em>Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, BR 405, Km 154, Chico Cajá, 59900-000, Pau dos Ferros, RN, Brasil, </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3835/5/mailto:natieli.piovesan@ifrn.edu.br">natieli.piovesan@ifrn.edu.br</a>.</p> <p> </p> <p>ABSTRACT: Brazil is the fifth largest producer of banana. However, there are significant losses due to transportation and its high perishability and. The osmotic dehydration followed by drying can add value to the product, reduce transportation costs, decrease the acidity, and heighten the taste of the original fruit. Therefore, the work aimed to elaborate dried banana using osmotic dehydration followed by drying, flavored with spices, and to evaluate the physical-chemical and sensorial characteristics. The fresh and flavored bananas were submitted to the physical-chemical analysis. The final product also underwent a sensory evaluation. The water content parameter was according to the legislation for dehydrated fruit. The water activity of the treatments decreased compared to the fresh product, favoring the conservation at room temperature. The reducing sugars increased and were entirely accounted for in the dried banana seasoned with clove and cinnamon. Treatments with clove and fennel were accepted for the attributes of appearance, color, and firmness, but did not present sensory characteristics superior to traditional bananas. Only the dried banana flavored with cinnamon-presented acceptability index higher than 70% for the flavor attribute. However, it is worth noting that this refers to the new food with a peculiar taste.</p> <p> </p> <p><strong>Keywords:</strong> Pacovan, flavorization, osmotic dehydration.</p> <p> </p> <p><strong>ELABORAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA E SENSORIAL DE BANANA PASSA SABORIZADA COM ESPECIARIAS</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>RESUMO: </strong>O Brasil é o quinto maior produtor de banana, porém as perdas pela alta perecibilidade e transporte são significativas. A desidratação osmótica seguida de secagem, pode agregar valor, reduzir custos com transporte, diminuir a acidez e elevar o sabor da fruta original. Desta forma, o objetivo do trabalho foi elaborar bananas passa por desidratação osmótica seguida de secagem, saborizadas com especiarias e avaliar as características físico-química e sensoriais. A banana <em>in natura</em> e as saborizadas foram submetidas a análises físico-químicas. O produto final também passou por avaliação sensorial. A umidade concordou com a legislação para fruta desidratada, já a atividade de água diminuiu do produto <em>in natura</em> para os tratamentos, favorecendo a conservação a temperatura ambiente. Já os açúcares redutores se elevaram, sendo totalmente contabilizados na banana passa com cravo-da-índia e canela. Os tratamentos com cravo-da-índia e erva-doce foram aceitos nos atributos de aparência, cor e firmeza, porém não apresentaram características sensoriais superiores a banana passa tradicional. Apenas a saborizada com canela teve índice de aceitabilidade maior do que 70% para o atributo sabor. No entanto, vale salientar que refere-se a alimento novo com sabor peculiar.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> Pacovan, saborização, desidratação osmótica.</p> Alissandra de Oliveira Souza Rosane Liege Alves de Souza Emanuel Neto Alves de Oliveira Natieli Piovesan Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 145 154 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p145-154 BAGAÇO DE MALTE COMO SUPLEMENTO NUTRICIONAL NO CULTIVO DE Pleurotus ostreatus https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3910 <p><strong>BAGAÇO DE MALTE COMO SUPLEMENTO NUTRICIONAL NO CULTIVO DE <em>Pleurotus ostreatus</em></strong></p> <p> </p> <p><strong>ANA CAROLINA MARQUES DE OLIVEIRA<sup>1</sup>, MÁRCIA TIDEMANN<sup>2</sup>, OLÍVIA GOMES MARTINS<sup>3</sup>, MEIRE CRISTINA NOGUEIRA DE ANDRADE<sup>4</sup></strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><em><sup>1</sup></em><em> Graduanda em Ciências Biológicas, Centro Universitário Sagrado Coração – Unisagrado,</em> <em>R. Irmã Arminda, 10-50 - Jardim Brasil, 17011-160 Bauru, SP, Brasil. E-mail: carol_marques@outlook.com.br</em></p> <p><em><sup>2</sup></em><em> Tecnóloga em Produção Industrial, Faculdade de Tecnologia de Botucatu (FATEC), Av. José Ítalo Bacchi, s/n - Jardim Aeroporto, 18606-851, Botucatu, SP, Brasil. E-mail: mtid2003@yahoo.com.br</em></p> <p><em><sup>3</sup></em><em> Doutoranda em Agronomia – Energia na Agricultura, Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" (UNESP), Av. Universitária, 3780 - Altos do Paraíso, 18610-034, Botucatu, SP, Brasil. E-mail: oliviagmartins@gmail.com</em></p> <p><em><sup>4</sup></em><em> Docente da Faculdade Gran Tietê, Av. 15 de Novembro, 125 - Centro, 17340-000, Barra Bonita, SP, Brasil. E-mail: mcnandrade@hotmail.com</em></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>RESUMO: </strong>O estudo objetivou avaliar o uso do bagaço de malte para cultivar duas linhagens de <em>P. ostreatus</em> (MB e SB), avaliando a caracterização química dos substratos, a massa e o número de cachos produzidos. Os substratos foram preparados à base de bagaço de cana-de-açúcar e serragem de eucalipto, suplementados com farelo de trigo (suplementação tradicional) ou bagaço de malte em substituição ao farelo em diferentes proporções (S1=0%, S2=10% e S3=20%). A linhagem SB resultou em massa média de 163,70 g e 22,66 cachos, superior à linhagem MB, com média de 121,70 g e 17,54 cachos. O substrato S1 resultou em uma massa média de 196,08 g e 28,62 cachos, o S2 em 154,20 g e 19,50 cachos e o S3 em 77,81 g e 12,18 cachos. Os resultados sugerem que suplementar o substrato com bagaço de malte pode afetar características químicas do substrato. A suplementação com até 10% de bagaço de malte, em comparação com a suplementação tradicional (farelo de trigo), não afetou significativamente a massa produzida pelo <em>P. ostreatus</em>, mas diminuiu o número de cachos. A linhagem SB obteve desempenho agronômico superior à linhagem MB.</p> <p> </p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> aproveitamento, resíduos, produtividade, cogumelos.</p> <p> </p> <p><strong>MALT BAGASSE AS A NUTRITIONAL SUPPLEMENT IN THE CULTIVATION OF <em>Pleurotus ostreatus</em></strong></p> <p> </p> <p><strong>ABSTRACT:</strong> The study aimed to evaluate the use of malt bagasse to cultivate two strains of P. ostreatus (MB and SB), evaluating the chemical characterization of the substrates, the mass and the number of bunches of fruiting bodies produced. The substrates were prepared based on sugarcane bagasse and eucalyptus sawdust, supplemented with wheat bran (traditional supplementation) or malt bagasse in substitution to the bran in different proportions (S1=0%, S2=10% and S3=20%). The SB strain resulted in an average mass of 163.70 g and 22.66 bunches, superior to the the MB strain, with an average of 121.70 g and 17.54 bunches. The substrate S1 resulted in an average mass of 196.08 g and 28.62 bunches, S2 in 154.20 g and 19.50 bunches and S3 in 77.81 g and 12.18 bunches. The results suggest that supplementing the substrate with malt bagasse may affect the chemical characteristics of the substrate. Supplementation with up to 10% malt bagasse, compared to traditional supplementation (wheat bran), did not significantly affect the mass produced by P. ostreatus, but decreased the number of bunches of fruiting bodies. The SB strain obtained an agronomic performance superior to the MB strain.</p> <p> </p> <p><strong>Keywords:</strong> repurposing, residues, productivity, mushrooms.</p> Ana Carolina Marques de Oliveira Márcia Tidemann Olívia Gomes Martins Meire Cristina Nogueira de Andrade Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 155 164 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p155-164 PRODUÇÃO E MANUTENÇÃO DE PALHADA DE SORGO POR APLICAÇÃO HORMÉTICA DE HERBICIDAS https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3996 <p><strong>PRODUÇÃO E MANUTENÇÃO DE PALHADA DE SORGO POR APLICAÇÃO HORMÉTICA DE HERBICIDAS</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>TIAGO PEREIRA DA SILVA CORREIA<sup>1</sup>, ARTHUR GABRIEL CALDAS LOPES<sup>2</sup>, FRANCISCO FAGGION<sup>3</sup>, LEANDRO AUGUSTO FELIX TAVARES<sup>4</sup>, PAULO ROBERTO ARBEX SILVA<sup>5</sup></strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><em><sup>1</sup></em><em>Docente da Faculdade de Agronomia e Medicina veterinária, Universidade de Brasília, Campos universitário Darcy Ribeiro ICC, cep:70910-900, Asa norte, Brasília, DF, Brasil. </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3996/5/mailto:tiagocorreia@unb.br"><em>tiagocorreia@unb.br</em></a></p> <p><em><sup>2</sup></em><em>Doutorando do PPGA da Universidade de Brasília, Campos universitário Darcy Ribeiro ICC, cep:70910-900, Asa norte, Brasília, DF, Brasil. </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3996/5/mailto:arthur.grb10@gmail.com"><em>arthur.grb10@gmail.com</em></a></p> <p><em><sup>3</sup></em><em>Docente da Faculdade de Agronomia e Medicina veterinária, Universidade de Brasília, Campos universitário Darcy Ribeiro ICC, cep:70910-900, Asa norte, Brasília, DF, Brasil. </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3996/5/mailto:ffaggion@yahoo.com"><em>ffaggion@yahoo.com</em></a></p> <p><em><sup>4</sup></em><em>Docente do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Av. Universitária, 1000, Bairro universitário, cep:38610-000, Unaí, MG, Brasil. </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3996/5/mailto:leandro.tavares@ufvjm.edu.br"><em>leandro.tavares@ufvjm.edu.br</em></a></p> <p><em><sup>5</sup></em><em>Docente da Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Campos de Botucatu, Av. Universitária, 3780, cep:18610-034, Altos do paraíso, Botucatu, SP, Brasil. </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3996/5/mailto:paulo.arbex@unesp.br"><em>paulo.arbex@unesp.br</em></a></p> <p> </p> <p><strong>RESUMO: </strong>No sistema plantio direto a manutenção de palhada sobre o solo é essencial, especialmente em regiões onde a decomposição é rápida. O objetivo do trabalho foi avaliar a aplicação de subdoses de herbicida Glifosato, 2,4 D e Haloxifope-P-Ester Metílico na produção e manutenção de palhada de sorgo ao sistema plantio direto. O experimento foi realizado na Fazenda Experimental Água Limpa, pertencente a Universidade de Brasília. Foi utilizado um esquema fatorial 3 (Herbicidas: Glifosato; 2,4-D Sal Dimetilamina; Haloxifope-P-Ester metílico) x 2 (Subdoses: 4 e 6 g i.a ha<sup>-1</sup> de Glifosato; 0,6 e 1,2 g i.a ha<sup>-1</sup> de Haloxifope-P-metílico; 80 e 160 g i.a ha<sup>-1</sup> de 2,4-D Sal Dimetilamina), com quatro repetições inteiramente casualizadas. Aos tratamentos incluiu-se um testemunha sem aplicação de subdoses. As subdoses menor, maior e testemunhas foram identificadas por D1, D2 e D0 respectivamente. Os tratamentos foram aplicados 35 dias após a semeadura com pulverizador tratorizado, e a partir dos 100 dias foram avaliados teor de lignina (TL), massa de materia seca (MMS) e produtiviade de grãos. D2 de Glifosato aumenta 5,35% a MMS e 3% o TL da palhada de sorgo e não difere a produtividade de grãos da cultura. D1 de Haloxifope-P-Ester Metílico aumenta 9,2% a MMS da planta de sorgo. As subdoses dos demais herbicidas estudados reduzem a produtividade de grãos de sorgo.</p> <p> </p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> plantio direto, cobertura vegetal, subdose, glifosato, 2,4D.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>PRODUCTION AND MAINTENANCE OF SORGHUM STRAW BY HORMETIC APPLICATION OF HERBICIDES</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ABSTRACT: </strong>In the no-tillage system, maintaining straw over the soil is essential, especially in regions where decomposition is rapid. The work aimed to evaluate the application of underdoses of herbicide Glyphosate, 2,4 D and Haloxifope-P-Ester Methyl in the production and maintenance of sorghum straw to the no-tillage system. The experiment was conducted at the Experimental Água Limpa Farm, belonging to the University of Brasília. A factorial scheme 3 (Herbicides: Glyphosate; 2,4-D Dimethylamine salt; Haloxifop-P-methyl ester) x 2 (Subdoses: 4 and 6 g ia ha-1 of Glyphosate; 0.6 and 1.2 g Haloxifop-P-methyl ia ha-1; 80 and 160 g ia 2,4-D salt Dimethylamine), with four completely randomized repetitions. The treatments included a control without the application of underdoses. The minor, major and control subdoses were identified by D1, D2 and D0 respectively. The treatments were applied 35 days after sowing with tractor spray, and after 100 days, lignin content (TL), dry matter mass (MMS) and grain yield were evaluated. The D2 treatment of Glyphosate presents MMS 5.35% higher at 190 days after sowing. The same treatment increased the TL by 3% and did not differ in the productivity of sorghum grains.</p> <p> </p> <p><strong>Keywords:</strong> no-till, vegetation cover, underdosing, glyphosate, 2,4D.</p> Tiago Pereira da Silva Correia Arthur Gabriel Caldas Lopes Francisco Faggion Leandro Augusto Felix Tavares Paulo Roberto Arbex Silva Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 165 174 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p165-174 DIMENSIONAMENTO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS CONECTADOS À REDE APLICADOS A EDIFICAÇÕES RESIDENCIAIS E COMERCIAIS: URBANAS E RURAIS https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3626 <p>DIMENSIONAMENTO DE SISTEMAS FOTOVOLTAICOS CONECTADOS À REDE APLICADOS A EDIFICAÇÕES RESIDENCIAIS E COMERCIAIS: URBANAS E RURAIS</p> <p> </p> <p>ALCIDES ARRUDA JUNIOR<sup>1</sup>, OZLEAN DE LIMA DANTAS<sup>2</sup>, ROBERTO APOLONIO<sup>2</sup></p> <p> </p> <p><em><sup>1</sup></em><em>Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT, Faculdade de Agronomia e Zootecnia – FAAZ, Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical – PPGAT, Av. Fernando Corrêa da Costa, n°2367, Bairro: Boa Esperança - Cuiabá - MT, Brasil, CEP: 78060900, E-mail: juninhoxt5@gmail.com.</em></p> <p><em><sup>2</sup></em><em>Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT, Faculdade de Engenharia e Tecnologia – FAET, Departamento de Engenharia Elétrica - DENE, Endereço: Av. Fernando Corrêa da Costa, nº 2367. Bairro Boa Esperança - Cuiabá – Mato Grosso, Brasil, CEP: 78060-900, E-mail: Ozlean.dantas@gmail.com, r_apol@hotmail.com.</em></p> <p> </p> <p><strong>RESUMO</strong>: O objetivo deste trabalho é apresentar uma nova proposta de metodologia para o dimensionamento de sistema Fotovoltaicos Conectados à Rede (SFVCR), cujo passo a passo foi definido por meio de uma análise sistemática de literaturas nacionais e internacionais, sobre a temática de dimensionamento de SFVCR. Como síntese desta análise extraiu-se as principais informações, critérios, considerações técnicas e equacionamentos, que não estavam disponíveis de forma sintética, nem organizados de forma sequencial, lógica e didática. Acredita-se que a principais contribuições deste trabalho são: uma nova metodologia detalhada, passo a passo com critérios para ajustamento ótimo entre o gerador fotovoltaico (GFV) e o inversor (IFV), visando uma operação segura, dentro dos padrões nominais dos equipamentos, sem comprometer suas vidas úteis; e ainda a proposta de uma nova equação para o cálculo da potência máxima de saída do sistema aperfeiçoada com os mais diversos fatores de perdas concatenados em uma única expressão matemática. Conclui-se que a metodologia apresentada neste artigo poderá contribuir para sanar muitas das dúvidas existentes quanto ao tema do dimensionamento de SFVCR, especialmente no que se refere ao ajustamento entre o GFV e o IFV, e auxiliar estudos de viabilidade técnica para previsão e pré-dimensionamento de SFVCR para aplicação em edificações residenciais e comerciais, sejam elas urbanas ou rurais.</p> <p> </p> <p><strong>Palavras-Chave</strong>: energia, sustentabilidade, tecnologias renováveis.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>SIZING OF GRID CONNECTED PHOTOVOLTAIC SYSTEMS APPLIED TO RESIDENTIAL AND COMMERCIAL BUILDINGS: URBAN AND RURAL.</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ABSTRACT: </strong>this work aims to present a new methodology proposal for the dimensioning of grid connected photovoltaic systems (GCPVS), whose step by step was defined by means of a systematic analysis of national and international literature, on the theme of dimensioning of GCPVS. As a synthesis of this analysis, the main information, criteria, technical considerations and equations were extracted, which were not available in a synthetic form, nor were they organized in a sequential, logical and didactic way. The main contributions of this work are: a new detailed methodology, step by step with criteria for optimal adjustment between the photovoltaic generators (PVG) and the inverter (PVI), aiming at a safe operation, within the nominal standards of the equipment, without compromising their useful lives; and the proposal of a new equation for calculating the maximum output power of the system perfected with the most diverse loss factors concatenated in a single mathematical expression. It is concluded that the methodology presented in this article can help resolve many of the existing doubts regarding the issue of SFVCR dimensioning, especially regarding the adjustment between the GFV and the IFV, and auxiliary technical feasibility studies for forecasting and pre- SFVCR dimensioning for application in residential and commercial buildings, whether urban or rural.</p> <p> </p> <p><strong>Keywords: </strong>energy, sustainability, renewable technologies.</p> Alcides Arruda Junior Ozlean de Lima Dantas Roberto Apolonio Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 41 57 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p41-57 VIABILIDADE ECONÔMICA DA ENERGIA FOTOVOLTAICA PARA IRRIGANTES NO NORTE DE MINAS E VALE DO JEQUITINHONHA https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/4081 <p><strong>VIABILIDADE ECONÔMICA DA ENERGIA FOTOVOLTAICA PARA IRRIGANTES NO NORTE DE MINAS E VALE DO JEQUITINHONHA</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>MARCELO ROSSI VICENTE<sup>1</sup>, TARLEI APARECIDO SANTOS<sup>2</sup>, THALLES LOIOLA DIAS<sup>1</sup>, PATRÍCIA DE OLIVEIRA E LUCAS<sup>1</sup>, RONALDO MEDEIROS DOS SANTOS<sup>1</sup>, CAIO VINICIUS LEITE<sup>3</sup></strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><em><sup>1</sup></em><em> Instituto Federal de Ensino, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais – campus Salinas (IFNMG – campus Salinas), Fazenda Varginha, Rod. Salinas/Taiobeiras, Km 02, 39560-000, Salinas, Minas Gerais, Brasil. marcelo.vicente@ifnmg.edu.br, thallesloiola1@gmail.com, patricia.lucas@ifnmg.edu.br, ronaldo.medeiros@ifnmg.edu.br.</em></p> <p><em><sup>2 </sup></em><em>Departamento de Engenharia Cartográfica, Universidade Federal De Pernambuco (UFPE), Av. da Arquitetura, s/n, Cidade Universitária, 50740-550, Recife, Pernambuco, Brasil. tarleyengflorestal@gmail.com.</em></p> <p><sup>3</sup><em> Instituto Federal de Ensino, Ciência e Tecnologia de Brasília – campus Planaltina (IFB - campus Planaltina), Rodovia DF – 128, km 21, Zona Rural, 73380-900, Planaltina, Distrito Federal, Brasil. caio.leite@ifb.edu.br</em></p> <p> </p> <p><strong>RESUMO: </strong>Embora careçam de estudos de viabilidade, soluções baseadas em energia fotovoltaica têm se tornado muito atrativas para irrigantes, principalmente devido às constantes elevações nos custos de eletricidade. Com isso, objetivou-se realizar um estudo sobre a viabilidade econômica do uso da energia fotovoltaica para irrigação nas regiões do Vale do Jequitinhonha e Norte de Minas Gerais. Para a realização do trabalho utilizou-se a base de dados disponibilizada pelo Atlas Brasileira de Energia Solar e como índice de viabilidade econômica da energia fotovoltaica, o custo nivelado de energia (LCOE). Os valores de LCOE foram comparados com valores ponderados da tarifa de energia elétrica, em R$ kWh do Grupo Tarifário B2 Rural em diferentes cenários com jornadas de trabalho (noturna e diurna). Observou-se que quanto maior a radiação solar disponível e quanto maior a potência do sistema fotovoltaico, maior a tendência de viabilidade do investimento, em virtude da redução do LCOE. O uso de energia fotovoltaica é viável, com exceção das menores potências no Vale do Jequitinhonha e microrregiões limítrofes com o Norte de Minas, quando comparada ao uso exclusivo diurno da irrigação. O uso majoritário da tarifa com desconto noturno é uma alternativa à energia fotovoltaica quando se trata de viabilidade econômica.</p> <p> </p> <p><strong>Palavras - chave:</strong> irradiação solar, custo nivelado de energia, tarifa de energia elétrica.</p> <p> </p> <p><strong>ECONOMIC FEASIBILITY OF PHOTOVOLTAIC ENERGY FOR FARMERS IN NORTHERN MINAS GERAIS STATE AND JEQUITINHONHA VALLEY</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ABSTRACT</strong>: Although there is a lack of feasibility studies, solutions based on photovoltaic energy have become attractive for farmers due to the constant increases in electricity costs. Thus, this paper aimed to evaluate economic viability of photovoltaic energy for irrigation in the regions of Jequitinhonha Valley and the Northern Minas Gerais State. The database uses in this study came form the Brazilian Atlas of Solar Energy was used. The levelized cost of energy (LCOE) was used as an economic viability index for photovoltaic energy. The LCOE values were compared with the energy tariff weighted values, in R$ kWh, of the B2 Rural Tariff Group in different nights and day-working hours scenarios. It was observed that the greater the generation potential and the power of the photovoltaic system, the greater the trend of investment viability due to the LCOE reduction. The use of photovoltaic energy is feasible, except to lower powers in the Jequitinhonha Valley and Northern Minas Gerais State neighboring microregions, when compared to daytime irrigation. The mainly use of the nightly discounted energy tariff is an alternative to photovoltaic energy when it comes to economic viability.</p> <p> </p> <p><strong>Keywords:</strong> Solar radiation, LCOE, Energy tariff</p> Marcelo Rossi Vicente Tarlei Aparecido Santos Thalles Loiola Dias Patrícia de Oliveira e Lucas Ronaldo Medeiros dos Santos Caio Vinicius Leite Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 58 71 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p58-71 CONCENTRATED SOLAR THERMAL DIRECT STEAM GENERATION FOR SUGAR CANE SPARE https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/4109 <p>CONCENTRATED SOLAR THERMAL DIRECT STEAM GENERATION FOR SUGAR CANE SPARE</p> <p> </p> <p><strong>RENAN DE SOUZA CARVALHO<sup>1</sup>, JOSÉ ROBERTO SIMÕES MOREIRA<sup>2</sup>, CELSO EDUARDO LINS DE OLIVEIRA<sup>3</sup></strong></p> <p> </p> <p><em><sup>1</sup></em><em>Instituto de Energia e Ambiente (IEE), Universidade de São Paulo (USP). Av. Prof. Luciano Gualberto, 1289, Butantã, 05508-010, São Paulo/SP, Brasil. E-mail: </em><em>renan2.scarvalho@gmail.com</em></p> <p><em><sup>2</sup></em><em>Departamento de Engenharia Mecânica, Escola Politécnica, Universidade de São Paulo (USP). Av. Prof. Mello Moraes, 2231, Butantã, 05508-900, São Paulo, São Paulo, Brasil. E-mail: </em><em>jrsimoes@usp.br</em></p> <p><em><sup>3</sup></em><em>Departamento de Engenharia de Biossistemas, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA), Universidade de São Paulo (USP). Av. Duque de Caxias Norte, 225, Campus Pirassununga, 13635-900, Pirassununga, São Paulo, Brasil. </em><em>E-mail: </em><em>celsooli@usp.br</em></p> <p> </p> <p><strong>ABSTRACT: </strong>Brazil has a high dependence over oil for energy and heat, and hydropower plants for electricity generation. However, sugar cane bagasse has been increasing its participation over the Brazilian matrix. Nevertheless, its harvest is seasonal. Thus, spare bagasse to be used in complementary periods is a crucial point for a higher flexibility in electricity generation. In this scenario, a central receiver plant was designs to directly generate steam. A solar field layout was obtained through <em>SolarPILOT</em> to partially supply the heat demand of a sugar cane bagasse plant located in Pirassununga, SP, Brazil. Three days within the harvest were arbitrarily chosen for a numerical simulation to calculate the spare of bagasse (April 16<sup>th</sup>, July 16<sup>th</sup>, and October 16<sup>th</sup>, 2017), as well as the entire harvest. In the best-case scenario, October 16<sup>th</sup>, a total spare of 11.1 tons of bagasse was achieved, which represented 0.57% of the total amount of bagasse in a day, whereas in November the spare resulted in 0.50% of the total demand.</p> <p> </p> <p><strong>Keywords:</strong> Concentrated solar thermal, sugar cane bagasse, direct steam generation, SolarPILOT, numerical simulation.</p> <p> </p> <p>GERAÇÃO DIRETA DE VAPOR COM CONCENTRAÇÃO SOLAR TÉRMICA PARA REDUÇÃO DO CONSUMO DE BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR</p> <p> </p> <p>RESUMO: O Brasil possui atualmente uma grande dependência de petróleo para geração de energia e calor, bem com usinas hidroelétricas para geração de eletricidade. Entretanto, o bagaço de cana-de-açúcar vem apresentando uma crescente participação na matriz nacional. Todavia, sua colheita é sazonal. Destarte, poupar bagaço para que ele seja utilizado em períodos complementares é um ponto crucial para uma maior flexibilização na geração de eletricidade por parte das usinas. Neste cenário, uma usina solar com receptor central foi dimensionada para geração direta de vapor. Seu <em>layout</em> foi obtido através do <em>software SolarPILOT</em>, visando suprir parcialmente a demanda de calor de uma usina de cana-de-açúcar localizada em Pirassununga, São Paulo, Brasil. Foram escolhidos três dias arbitrariamente para a simulação do bagaço poupado, sendo eles 16 de abril, 16 de julho, e 16 de outubro de 2017, como também todo o período colheita. Um total de 11,1 toneladas de bagaço poupado foi encontrado o melhor cenário, 16 de outubro, o que representa 0,57% da demanda diária de bagaço da usina, enquanto na análise mensal, novembro apresentou-se com o melhor resultado, atingindo 0,50% da demanda mensal. A biomassa total poupada estenderia a geração por somente mais um dia.</p> <p> </p> <p>Palavras-chave: concentração solar térmica, bagaço de cana-de-açúcar, geração direta de vapor, SolarPILOT, simulação numérica.</p> Renan Carvalho José Roberto Simões Moreira Celso Eduardo Lins de Oliveira Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 72 85 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p72-85 IMPACTO AMBIENTAL DA EXPANSÃO URBANA NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA ITAPERU/ITAPOCU https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3698 <p><strong>IMPACTO AMBIENTAL DA EXPANSÃO URBANA NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA ITAPERU/ITAPOCU</strong></p> <p> </p> <p><strong>PETERSON RICARDO FIORIO<sup>1</sup>, BRUNA BATAGIN<sup>1</sup>, ÉRICA SILVA NAKAI<sup>1</sup></strong></p> <p> </p> <p><em><sup>1</sup></em><em>Departamento de Engenharia de Biossistemas, Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”. Av. Pádua Dias, 11, CEP 13.418-900, Piracicaba, Brasil. E-mail: fiorio@usp.br; bbatagin@gmail.com; ericanakai@gmail.com.</em></p> <p> </p> <p><strong>RESUMO:</strong> A expansão e ocupação urbana progride simultaneamente à preocupação direcionada às questões socioambientais. Objetivo foi analisar os impactos ambientais da ocupação urbana nas Áreas de Preservação Permanente (APP) da microbacia hidrográfica do Itaperu/Itapocu, de 1940 a 2016, por meio da interpretação de fotografias aéreas e imagem de satélite do RapidEye e Cbers-4. Os <em>buffers</em> das APPs foram criados de acordo com as legislações vigentes. Em todos os anos, verificou-se que ocorreu a indevida utilização das áreas legalmente protegidas. De 1940 a 2016 o crescimento urbano resultou na ocupação de 6,59 ha de maciços arbóreos e em muitos casos de APPs. Houve a extinção de cinco nascentes e redução de cursos d’água devido ao avanço de áreas de cana-de-açúcar, pastagem, área urbanizada, rodovia e solo exposto. A metodologia utilizada foi adequada para a análise temporal de uma microbacia hidrográfica.</p> <p> </p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> gestão ambiental, área de preservação permanente, sistema de informação geográfica, uso e ocupação do solo</p> <p> </p> <p><strong>ENVIRONMENTAL IMPACT OF URBAN EXPANSION IN A STREAM WATERSHED </strong><strong>ITAPERU/ITAPOCU</strong></p> <p> </p> <p><strong>ABSTRACT:</strong> The expansion and human occupation progresses simultaneously to concern directed to the social-environmental issues. The objective was to analyse the environmental impact of urban occupation in the Permanent Preservation Areas (APPs) of the Itaperu/Itapocu stream watershed, from 1940 to 2016, through the interpretation of aerial images and RapidEye and Cbers-4 satellite images. APP buffer was created in accordance with current legislation. In all years, it has been verified an improper use of legally protected areas. From 1940 to 2016, urban growth resulted in the occupation of 6.59 ha of tree stands and, in many cases, of APPs. There was an extinction of five springs and reduction of watercourses due to the advance of sugar cane, pasture, urbanized area, highway and exposed soil areas. This methodology was satisfactory for accomplishing microwatershed temporal analysis.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>Keywords:</strong> environmental management, permanent preservation area, geographic information system, soil use and occupation</p> Peterson Ricardo Fiorio Bruna Batagin Erica Silva Nakai Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 86 96 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p86-96 VARIABILIDADE DE ATRIBUTOS EDÁFICOS EM DIFERENTES AMBIENTES DE VOÇOROCAS NO BIOMA DA MATA ATLÂNTICA https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3866 <p><strong>VARIABILIDADE DE ATRIBUTOS EDÁFICOS EM DIFERENTES AMBIENTES DE VOÇOROCAS NO BIOMA DA MATA ATLÂNTICA</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>JOÃO HENRIQUE GAIA GOMES<sup>1</sup>, MARCOS GERVASIO PEREIRA<sup>1</sup>, MARCOS BACIS CEDDIA<sup>1</sup>, ANDRÉ GERALDO DE LIMA MORAIS<sup>1</sup>, FABIANA DA COSTA BARROS<sup>2</sup></strong></p> <p> </p> <p><em><sup>1</sup></em><em> Departamento de Solos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Km 07, Zona Rural, BR-465, 23890-000, Seropédica, Rio de Janeiro, Brasil, gaia.gomes.pgeaamb@gmail.com; </em>mgervasiopereira01@gmail.com; marcosceddia@gmail.com<em>; </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3866/5/mailto:andrehmuz@hotmail.com"><em>andrehmuz@hotmail.com</em></a><em>.</em></p> <p><em><sup>2</sup></em><em> Departamento de Engenharia Agrícola e Ambiental, Universidade Federal Fluminense, </em>R. Mario Santos Braga, 30 - Centro, 24020-140, Niterói - RJ<em>, Rio de Janeiro, Brasil, </em>barros.faby@hotmail.com<em>.</em></p> <p> </p> <p><strong>RESUMO:</strong> O estudo teve como objetivo avaliar e determinar a variabilidade espacial de atributos químicos e físicos do solo no ambiente interno e externo de voçoroca em pedoforma convexa. O estudo foi realizado na sub-bacia do ribeirão do Cachimbal, Pinheiral, RJ. O mapeamento da área foi desenvolvido a partir da imagem do ano de 2017, obtida no Google Earth, com resolução espacial de 2,34 metros, sendo realizadas avaliações quantitativas, quanto a expressão de voçorocas e qualitativas (pedoforma côncava ou convexa) através do modelo digital de elevação de superfície de curvatura (MDESC), com validação no campo. Posteriormente, foi selecionada uma voçoroca ocorrente em pedoforma convexa, mais expressiva, em que foram coletadas amostras nos ambientes interno e externo na profundidade de 0,0-0,10 m para avaliação dos atributos químicos e físicos das voçorocas. Verificou-se que algumas variáveis necessitam de um número amostral maior e/ou que sejam testados outros métodos geoestatísticos, pois não foi possível verificar a existência de dependência espacial. Foi observado que os atributos químicos e físicos do solo apresentam variabilidade espacial de forma diferenciada quando comparados os ambientes interno e externo. A geoestatística apresenta-se com elevado potencial na espacialização dos atributos químicos e físicos do solo em ambientes degradados como voçorocas. <strong>Palavras-chave:</strong> erosão, geoestatística, indicadores de qualidade do solo. <strong>VARIABILITY OF SOIL ATTRIBUTES IN DIFFERENT GULLIE ENVIRONMENTS IN ATLANTIC FOREST BIOME</strong> </p> <p><strong>ABSTRACT:</strong> The study had to evaluate and determine the spatial variability of soil chemical and physical attributes in the internal and external environment of a gullie convex pedoform. The study was conducted in the Cachimbal stream sub-basin, Pinheiral, RJ. The mapping of the area was developed from the image of 2017, obtained in Google Earth, with a spatial resolution of 2.34 meters, being quantitative data quantities, with a voice expression and quality (concave or convex pedoform) through digital curvature surface access model (CSEDM) with field validation. Subsequently, it was an incident intermittence, was more intense, in which samples were collected indoors and outdoors at a depth of 0-0.10 m for the evaluation of chemical and physical attributes of gullies. The tests were larger than a larger number and / or larger than the most recent geological tests since it was impossible to verify the existence of spatial dependence. It was seen that the chemical and physical attributes of soil spatial variability differed compared to indoor and outdoor environments. A geostatistic can spatialize the chemical and physical attributes of the soil in degraded environments such as gullies.</p> <p><strong> </strong><strong>Keywords: </strong>erosion, geostatistics, soil quality indicators.</p> João Henrique Gaia Gomes Marcos Gervasio Pereira Marcos Bacis Ceddia André Geraldo de Lima Moraes Fabiana da Costa Barros Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 97 110 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p97-110 IMAGENS DE VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO APLICADAS NA OBTENÇÃO DO ÍNDICE DE VEGETAÇÃO POR DIFERENÇA NORMALIZADA https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/4131 <p><strong>IMAGENS DE VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO APLICADAS NA OBTENÇÃO DO ÍNDICE DE VEGETAÇÃO POR DIFERENÇA NORMALIZADA</strong></p> <p> </p> <p><strong>FELIPE DE SOUZA NOGUEIRA TAGLIARINI<sup>1</sup>, MIKAEL TIMÓTEO RODRIGUES<sup>2-3</sup>, BRUNO TIMÓTEO RODRIGUES<sup>1</sup>; YARA MANFRIN GARCIA<sup>1</sup> E SÉRGIO CAMPOS<sup>1</sup></strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><em><sup>1</sup></em> <em>Departamento de Engenharia Rural, Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) - Universidade Estadual Paulista (UNESP), Avenida Universitária, nº 3780, Altos do Paraíso, CEP: 18610-034, Botucatu, São Paulo, Brasil. E-mail: felipe_tagliarini@hotmail.com; brunogta21@hotmail.com; yaramanfrin@hotmail.com; sergio.campos@unesp.br</em></p> <p><em><sup>2 </sup></em><em>Centro Universitário Dinâmica das Cataratas (UDC), Rua Castelo Branco, nº 440, Centro, CEP: 85852-010, Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil. E-mail: mikael.rodrigues@udc.edu.br</em></p> <p><em><sup>3 </sup></em><em>Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Avenida Tancredo Neves, nº 6731, Jardim Itaipu, Caixa Postal: 2039, CEP: 85867-900, Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil. E-mail: mikael.rodrigues@pti.org.br.</em></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>RESUMO: </strong>O advento dos Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT) como ferramenta no sensoriamento remoto possibilitou uma plataforma atuante em diferentes áreas para o mapeamento com elevada precisão e resolução. O objetivo deste estudo consistiu na análise do Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) para elaboração de mapa temático por meio de aerofotogrametria e fotointerpretação, com maior detalhamento da vegetação devido à altíssima resolução espacial alcançada com o uso de imagens coletadas por VANT em trecho do rio Lavapés, dentro dos limites da Fazenda Experimental Lageado no município de Botucatu-SP. As imagens foram obtidas por meio dos sensores MAPIR Survey3W RGB e Survey3W NIR/InfraRED, embarcados em VANT multirrotor 3DR SOLO. Para construção dos ortomosaicos RGB e NDVI, as imagens foram processadas no <em>software</em> Pix4Dmapper 3.0. O resultado do NDVI proporcionou transição bem nítidas entre os alvos bióticos (vegetação) e os alvos abióticos (corpo d'água, solo e edificações), e também entre a própria vegetação, possibilitando a distinção da vegetação de porte arbóreo, com maior vigor vegetativo, em relação a vegetação de porte herbáceo. As imagens com elevada resolução espacial coletadas por VANT, demonstraram flexibilidade de utilização, possuindo elevado potencial para o mapeamento de dinâmica da paisagem e a resposta espectral da vegetação.</p> <p> </p> <p><strong>Palavras-chaves:</strong> drone, índice radiométrico, sensoriamento remoto</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>IMAGES OF UNMANNED AERIAL VEHICLE APPLIED TO OBTAIN THE NORMALIZED DIFFERENCE VEGETATION INDEX</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ABSTRACT: </strong>The advent of Unmanned Aerial Vehicle (UAV) as a tool in remote sensing has enabled a platform acting in different areas for mapping with high precision and resolution. This study aimed to analyze the Normalized Difference Vegetation Index (NDVI) for the elaboration of thematic map through aerophotogrammetry and photointerpretation, with greater detail of vegetation due to high spatial resolution achieved with the use of images collected by UAV in a stretch of Lavapés river, inside the domains of Lageado Experimental Farm in the municipality of Botucatu-SP. The images were obtained through MAPIR Survey3W RGB and Survey3W NIR/InfraRED sensors, aboard a 3DR SOLO multirotor UAV. For constructing RGB and NDVI orthomosaics, the images were processed using Pix4Dmapper 3.0 software. The NDVI result provided a clear transition among biotic targets (vegetation) and abiotic targets (water, soil and buildings), and among the vegetation itself, with greater vegetative vigor, making possible the distinction of arboreal vegetation, in relation to herbaceous vegetation. The images with high spatial resolution collected by UAV demonstrated the flexibility of use, having high potential to mapping landscape dynamics and the spectral response of vegetation.</p> <p> </p> <p><strong>Keywords:</strong> drone, radiometric index, remote sensing.</p> Felipe de Souza Nogueira Tagliarini Mikael Timóteo Rodrigues Bruno Timóteo Rodrigues Yara Manfrin Garcia Sérgio Campos Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 111 122 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p111-122 DESEMPENHO OPERACIONAL NA SEMEADURA DO MILHO SAFRINHA EM SISTEMA DE SEMEADURA DIRETA https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3773 <p><a name="_Toc500327425"></a><strong>DESEMPENHO OPERACIONAL NA SEMEADURA DO MILHO SAFRINHA EM SISTEMA DE SEMEADURA DIRETA</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>MÁRCIA DE ALMEIDA CARNEIRO<sup>1</sup>, FELIPE ADOLFO LITTER<sup>1</sup><sub>,</sub> FRANCIELLE MORELLI FERREIRA<sup>2,3</sup>, <sub> </sub>FRANCIELE MORLIN CARNEIRO<sup>3</sup>, LEONARDO LUIZ OSS<sup>1</sup></strong></p> <p><strong><sup> </sup></strong></p> <p><em><sup>1</sup></em><em>Faculdade de Ciências Agrárias e Biológicas, Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus Universitário de Alta Floresta (Av. Perimetral Rogério Silva, Norte-2, Cep 78580-000, Alta Floresta - MT, Brasil), e-mails: </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3773/5/mailto:marciamac1995@gmail.com"><em>marciamac1995@gmail.com</em></a><em>, </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3773/5/mailto:felipe_gta@hotmail.com"><em>felipe_gta@hotmail.com</em></a><em> , </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3773/5/mailto:leonardoluiz_oss@hotmail.com"><em>leonardoluiz_oss@hotmail.com</em></a></p> <p><em><sup>2</sup></em><em>Faculdade de Ciências Sociais, Aplicadas e Agrárias, Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus Universitário de Nova Mutum (Av. das Garças, N</em><em>°</em><em> 1192 N, Jd. das Orquídeas, Cep: 78450-000, Nova Mutum - MT, Brasil), e-mail: </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3773/5/mailto:francielle@unemat.br"><em>francielle@unemat.br</em></a></p> <p><em><sup>3</sup></em><em>Departamento de Engenharia Rural, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane, s/n, Vila Industrial, Cep 14884-900, Jaboticabal - SP, Brasil), e-mail</em><em>: </em><a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3773/5/mailto:franmorlin1@gmail.com"><em>franmorlin1@gmail.com</em></a><em> .</em></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>RESUMO</strong><strong>: </strong>A semeadura do milho está sujeita a fatores que podem interferir na qualidade da operação, principalmente fatores climáticos que afetam diretamente a colheita da soja e consequentemente a semeadura do milho, portanto é necessário que ambas as operações sejam eficientes, garantindo o sucesso da produção agrícola. Diante ao exposto, objetivou-se avaliar o desempenho operacional na semeadura de milho safrinha na Fazenda Chopim em Novo Mundo – MT. Foram realizadas avaliações em três dias de semeadura em talhões de formatos distintos, um com formato trapezoidal e outro com formato irregular, ambos com topografia levemente inclinada. Foram coletados os tempos produtivos, de interrupções e o de preparo, além da distância percorrida. Para a condução do ensaio foi utilizado um trator BH180, marca Valtra, ano 2008 e uma semeadora da Tatu Marchesan, modelo Ultra Flex, de 28 linhas. Foram avaliadas a capacidade de campo teórica, efetiva, operacional e a eficiência de campo. O desempenho operacional do conjunto da Fazenda Chopim apresentou média de capacidade de campo efetiva igual a capacidade de campo teórica (12 ha h<sup>-1</sup>). A semeadura na Fazenda Chopim foi considerada eficiente, pois apresentou valores médios (65,66 %) dentro dos valores considerados eficientes pela literatura (50-75%).</p> <p> </p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> eficiência, mecanização, conjunto trator-semeadora.</p> <p> </p> <p><strong>OPERATIONAL PERFORMANCE IN THE CORN SOWING IN THE DIRECT SOWING SYSTEM</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ABSTRACT:</strong> The corn sowing is subject to factors that may affect the quality of the operation, mainly climatic factors that directly affect the soybean harvest and consequently the corn sowing, so it is necessary that both operations are efficient, ensuring the success of agricultural production. Faced with the above, aimed to evaluate the operating performance in sowing winter corn in Fazenda Chopim in Novo Mundo – MT. Evaluations were conducted in three days of sowing in plots of different shapes, one with a trapezoidal shape and the other with irregular shape, both with slightly inclined topography. The productive, interruption and preparation times were collected, in addition to the distance covered. A BH180 tractor, Valtra, 2008 and a Tatu Marchesan seeder, Ultra Flex model, 28 rows, was used to conduct the test. Theoretical, effective, operational field capacity and field efficiency was evaluated. The operational performance of the Fazenda Chopim set showed an average effective field capacity equal to the theoretical field capacity (12 ha h<sup>-1</sup>). Sowing at Fazenda Chopim was considered efficient, as it presented average values (65.66%) within the values considered efficient by the literature (50-75%).</p> <p> </p> <p><strong>Keywords:</strong> efficiency, mechanization, tractor-Seeder Set.</p> Márcia de Almeida Carneiro Felipe Adolfo Litter Francielle Morelli Ferreira Franciele Morlin Carneiro Leonardo Luiz Oss Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 1 9 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p1-9 QUANTIFICAÇÃO DO METABOLISMO RESPIROFERMENTATIVO DE LEVEDURAS DE CERVEJA, VINHO E PÃO POR MÉTODO ESTEQUIOMÉTRICO https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3789 <p><strong>QUANTIFICAÇÃO DO METABOLISMO RESPIROFERMENTATIVO DE LEVEDURAS DE CERVEJA, VINHO E PÃO POR MÉTODO ESTEQUIOMÉTRICO</strong></p> <p> </p> <p><strong>RICARDO FIGUEIRA<sup>1</sup>, LUCAS FELIPE DOS OUROS<sup>1</sup>, ISABELA PENTERICHE DE OLIVEIRA<sup>1</sup>, THALIA LEE LOPES DE ANDRADE<sup>1</sup>, WALDEMAR GASTONI VENTURINI FILHO<sup>1</sup></strong></p> <p> </p> <p><em><sup>1</sup></em><em>Departamento de Produção Vegetal/Área Horticultura, Faculdade de Ciências Agronômicas, UNESP. Av. Universitária, 3780 - Altos do Paraíso, CEP 18610-034, Botucatu, SP, Brasil. ricardo.figueira@unesp.br; lucasouros@hotmail.com; isapenteriche@hotmail.com; thalialda@hotmail.com; waldemar.venturini@unesp.br</em></p> <p> </p> <p><strong>RESUMO: </strong>A levedura alcoólica apresenta metabolismo respirofermentativo, respirando e fermentando simultaneamente. É possível mensurar o metabolismo fermentativo e respiratório de uma levedura alcoólica, conhecendo a quantidade de etanol formado na fermentação e de gás carbônico proveniente dos processos de respiração e fermentação. O objetivo deste trabalho foi calcular a taxa respiratória e fermentativa de diferentes cepas de levedura alcoólica por meio de método estequiométrico. Foram utilizadas cinco diferentes cepas de leveduras (panificação, cervejeira de alta fermentação (<em>ale</em>), cervejeira de baixa fermentação (<em>lager</em>), vinho tinto e vinho branco). O meio de cultivo foi mosto de cana de açúcar (15 °Brix). A fermentação transcorreu durante 8 horas, na temperatura ambiente, em fermentador aberto. A levedura cervejeira de alta fermentação e de panificação apresentaram as maiores taxas respiratórias (19,17% e 19,12%), as leveduras de vinho branco e cervejeira de baixa fermentação tiveram as maiores taxas fermentativas (90,48% e 89,67%), a levedura cervejeira de baixa fermentação produziu a maior quantidade de etanol (7,57%) e a levedura de panificação apresentou maior capacidade metabólica (131,59 g de sacarose consumidos).</p> <p> </p> <p><strong>Palavras-chave</strong>: fermentação, respiração, <em>Saccharomyces cerevisiae.</em></p> <p><em> </em></p> <p><strong>QUANTIFICATION OF RESPIRO-FERMENTATIVE METABOLISM OF BEER, WINE AND BREAD YIELD BY ESTEQUIOMETRIC METHOD</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ABSTRACT</strong>: The alcoholic yeast can breathe and ferment simultaneously, called respiro-fermentative metabolism. Yeast’s respiration and fermentation metabolism can be measured considering the amount of ethanol produced in the fermentation process and the carbon dioxide produced in both respiration and fermentation processes. This research focused on calculating the respiration and fermentation rates of five alcoholic yeast strains (baker’s, beer top-fermenting (ale), beer bottom fermenting (lager), red wine and white wine) from the stoichiometry. Sugar cane must (15 °Brix) was used as growth medium. Fermentation was performed in an open vessel at room temperature. A sample was taken hourly, and the fermentation process ended after 8 h. Beer top-fermenting yeast and baker’s yeast resulted in higher respiration rates (19.17% and 19.12%), while white wine yeast and bottom-fermenting yeast resulted in higher fermentation rates (90.48% and 89.67%). Bottom-fermenting yeast produced higher amount of ethanol (7.57%) and baker’s yeast presented higher metabolic activity (131.59 g of sucrose consumed).</p> <p> </p> <p><strong>Keywords</strong>: fermentation, respiration, <em>Saccharomyces cerevisiae.</em></p> Ricardo Figueira Lucas Felipe dos Ouros Isabela Penteriche de Oliveira Thalia Lee Lopes de Andrade Waldemar Gastoni Venturini Filho Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 10 16 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p10-16 O FORMATO DAS SEMENTES PODE INFLUENCIAR A PLANTABILIDADE DO MILHO EM DOSADORES PNEUMÁTICOS? https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/3822 <p><strong>O FORMATO DAS SEMENTES PODE INFLUENCIAR A PLANTABILIDADE DO MILHO EM DOSADORES PNEUMÁTICOS?</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>JÚLIO CÉSAR SANTOS PEREIRA<sup>1</sup>, ALDIR CARPES MARQUES FILHO<sup>1</sup>, GUINTHER HUGO GRUDTNER<sup>2</sup>, PAULO ROBERTO ARBEX SILVA<sup>1</sup></strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><em><sup>1</sup></em> <em>Departamento de Engenharia Rural, Universidade Estadual Paulista, UNESP/Botucatu, av. Universitária, 3780, Altos do Paraíso, 18610-034, Botucatu, São Paulo, Brasil - julio.spereira@outlook.com</em>; <a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3822/4/mailto:aldir.marques@gmail.com"><em>aldir.marques@gmail.com</em></a>; <a href="https://revistas.fca.unesp.br/index.php/energia/workflow/index/3822/4/mailto:paulo.arbex@unesp.br"><em>paulo.arbex@unesp.br</em></a></p> <p><em><sup>2 </sup></em><em>Departamento de Engenharia Rural, Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC/Florianópolis, Rod. Admar Gonzaga, 1346, Itacorubi, 88034-000, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil - guinther_grudtner@hotmail.com</em></p> <p><strong><em> </em></strong></p> <p><strong>RESUMO: </strong>A cultura do milho (<em>Zea mays</em> L.) apresenta grande importância econômica para o agronegócio brasileiro. As sementes de milho apresentam características distintas em formato e massa específica de acordo com a cultivar e o local de formação da semente na espiga. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência do formato de sementes de milho, na qualidade da distribuição longitudinal, com o uso de dosador do tipo pneumático. O presente trabalho foi realizado no Núcleo de Ensaios de Máquinas e Pneus Agroflorestais (NEMPA), pertencente à Faculdade de Ciências Agronômicas, da Universidade Estadual Paulista (UNESP), no município de Botucatu-SP. Foram utilizadas sementes de três híbridos comerciais de milho, em que se avaliou o formato e índice de esfericidade. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado (DIC), totalizando 15 tratamentos, compostos pelos três híbridos comerciais e cinco pressões de vácuo no dosador. Os resultados demonstraram que o formato de sementes pode influenciar a deposição longitudinal pelo dosador pneumático. Os melhores resultados de deposição de sementes foram obtidos com o híbrido V3, de formato arredondado, estas apresentaram maior índice de espaçamentos aceitáveis, menor ocorrência de falhas e duplas. A pressão de vácuo de 7kPa propiciou 98% de espaçamentos aceitáveis para o híbrido V3. Para os híbridos V1 e V2, as pressões de 4kPa e 3kPa, demonstraram respectivamente 96% e 87% de espaçamentos aceitáveis.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>Palavras-chave:</strong> semeadura, esfericidade, pressão de vácuo, espaçamento.</p> <p> </p> <p><strong>CAN THE SEED FORMAT INFLUENCE THE PLANTABILITY OF MAIZE IN PNEUMATIC DOSERS?</strong></p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>ABSTRACT:</strong> Corn (Zea mays L.) is of great economic importance for Brazilian agribusiness. Corn seeds have different characteristics in shape and specific mass according to the cultivar and place of seed formation on the corn cob. This research aimed to evaluate the influence of the shape of corn seeds, in the longitudinal distribution, with the use of a pneumatic doser. This study was conducted at the Agroforestry Machinery and Tire Testing Center (NEMPA), belonging to the Faculty of Agronomic Sciences, of the University State of São Paulo (UNESP), in the municipality of Botucatu-SP. Seeds from three commercial corn hybrids were used, in which the shape and sphericity index were evaluated. The experimental design used was completely randomized (DIC), totaling 15 treatments, composed of three varieties of corn, and five vacuum pressures in the doser. Our findings demonstrated that the seed shape influences the longitudinal deposition by the pneumatic feeder. The best results of seed deposition were obtained using the rounded V3 hybrid, which presented a higher index of acceptable spacing, less occurrence of flaws and doubles. The vacuum pressure of 7 kPa provided 98% of acceptable spacing for the V3 hybrid. For the V1 and V2 hybrids, the pressures of 4 kPa and 3 kPa demonstrated 96% and 87% of acceptable spacing, respectively.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>Keywords:</strong> physical characteristics, sphericity, vacuum pressure, spacing.</p> <p><strong> </strong></p> Júlio César Santos Pereira Aldir Carpes Marques Filho Guinther Hugo Grudtner Paulo Roberto Arbex Silva Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 17 27 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p17-27 O GRAU DE UMIDADE NA COLHEITA E O SISTEMA DE SECAGEM SÃO DETERMINANTES PARA O VIGOR DE SEMENTES DE ARROZ https://energia.fca.unesp.br/index.php/energia/article/view/4088 <p><strong>O GRAU DE UMIDADE NA COLHEITA E O SISTEMA DE SECAGEM SÃO DETERMINANTES PARA O VIGOR DE SEMENTES DE ARROZ</strong></p> <p><a name="_Toc4486975"></a><a name="_Toc106304"></a> </p> <p><strong>JAQUELINI GARCIA<sup>1</sup>, CILEIDE MARIA MEDEIROS COELHO<sup>1</sup></strong></p> <p> </p> <p><em><sup>1</sup></em><em>Programa de Pós-graduação em Produção vegetal, Universidade do Estado de Santa Catarina, Avenida Luiz de Camões, 2090, Conta Dinheiro, 88520-000, Lages, SC, Brasil, jaquelini.garcia@hotmail.com, cileide.souza@udesc.br</em></p> <p> </p> <p><strong>RESUMO:</strong> O grau de umidade na colheita e o sistema de secagem podem ser determinantes na qualidade das sementes produzidas. Neste trabalho foi avaliado se o sistema de secagem e o grau de umidade na colheita interferem na qualidade fisiológica das sementes de arroz. Foi realizado em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial triplo. Foi utilizada seis cultivares produzidas no Alto Vale do Itajaí/SC na safra 2016/17 com grau de umidade na colheita igual ou superior a 17% (19,30 - 17,30%) e inferior a 17% (16,40 - 15,03%) (base úmida). As sementes foram submetidas aos sistemas de secagem estacionário e intermitente. Realizou-se testes de germinação, viabilidade, vigor pelo envelhecimento acelerado e frio. Sementes colhidas com grau de umidade ≥ 17% apresentaram maior vigor. A cultivar foi um fator de grande relevância na sensibilidade ao dano térmico e mecânico. O sistema de secagem não afetou a viabilidade das sementes, com exceção da cultivar SCS122 Miura que foi sensível a dano térmico e mecânico. A secagem estacionária comprometeu a qualidade fisiológica. Conclui-se que a secagem intermitente e a colheita com grau de umidade igual ou superior a 17%, mantém a qualidade fisiológica das cultivares SCSBRS Tio Taka, SCS122 Miura, SCS116 Satoru e SCS121 CL.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>Palavras-chaves:</strong> Secagem estacionária, secagem intermitente, qualidade fisiológica.</p> <p> </p> <p><strong>THE DEGREE OF MOISTURE IN THE HARVEST AND THE DRYING SYSTEM ARE DETERMINANT FOR THE RICE SEED VIGOR</strong></p> <p> </p> <p><strong>ABSTRACT: </strong>The degree of moisture at harvest and the drying system can determine the quality of the seeds produced. In this work, it was evaluated whether the drying system and the degree of moisture at harvest affect the physiological quality of rice seeds. It was conducted in a completely randomized design in a triple factorial scheme. Six cultivars produced in Alto Vale do Itajaí/SC in the 2016/17 crop were used, with moisture content at harvest equal or greater than 17% (19.30 – 17.30%) and less than 17% (16,40 - 15,03%) (wet basis). Seeds were submitted to stationary and intermittent drying systems. Tests of germination, viability, vigor by accelerated aging and cold were performed. Seeds harvested with moisture content ≥ 17% showed greater vigor. The cultivar was a factor of great relevance in the sensitivity to thermal and mechanical damage. The drying system did not affect seed viability, except for the cultivar SCS122 Miura, which was sensitive to thermal and mechanical damage. Stationary drying compromised physiological quality. It was concluded that intermittent drying and harvesting with moisture content equal or greater than 17% maintain the physiological quality of the SCSBRS Tio Taka, SCS122 Miura, SCS116 Satoru and SCS121 CL cultivars.</p> <p><strong> </strong></p> <p><strong>Keywords:</strong> Stationary drying, intermittent drying, physiological quality.</p> Jaquelini Garcia Cileide Maria Medeiros Coelho Copyright (c) 2021 ENERGIA NA AGRICULTURA http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2021-07-20 2021-07-20 36 1 28 40 10.17224/EnergAgric.2021v36n1p28-40