PRODUÇÃO E DECOMPOSIÇÃO DE BIOMASSA DE PLANTAS DE COBERTURA CULTIVADAS NA PRIMAVERA

Autores

  • Renato Lara de Assis Instituto Federal Goiano, Campus Iporá.
  • Carlo Adriano Boer Monsanto
  • Leandro Pereira Pacheco Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Rondonópolis (MT)
  • Antonio Joaquim Braga Pereira Braz UniRV, Rio Verde, GO
  • Kátia Aparecida de Pinho Costa Instituto Federal Goiano, Campus Rio Verde
  • José Luiz Rodrigues Torres Instituto Federal do Triângulo Mineiro, Campus Uberaba

DOI:

https://doi.org/10.17224/EnergAgric.2016v31n4p328-333

Resumo

O cultivo de gramíneas para fins de produção de palhada tem crescido principalmente em regiões de clima tropical, proporcionando elevada produção de biomassa e manutenção da cobertura do solo. O presente estudo teve por objetivo avaliar a produção e decomposição de biomassa de plantas de cobertura do solo, cultivadas na primavera antecedendo ao cultivo do milho. O experimento foi instalado no Centro Tecnológico da Comigo no município de Rio Verde (GO) em um Latossolo Vermelho distrófico textura argilosa. Foram utilizadas cultivares de milheto (ADR300, ADR500 e ADR7010), capim pé-de-galinha (Eleusine coracana), cober crop® e uma testemunha com vegetação espontânea. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com quatro repetições. As maiores produções em biomassa, aos 50 dias após a semeadura, foram observadas para o cober crop® e milheto ADR500, com valores superiores à 15.000 kg ha-1. Quanto à relação C/N, o capim pé-de-galinha e a testemunha apresentaram menores valores, diferindo dos milhetos ADR500 e ADR7010. Os milhetos e o cober crop® foram eficientes em manter o solo coberto em razão da maior quantidade de biomassa remanescente na fase inicial de implantação da cultura do milho, seguido pelo capim pé-de-galinha com menor decomposição da palhada.

PALAVRAS-CHAVE: Modelagem, resíduos culturais, meia-vida.


BIOMASS PRODUCTION AND DECOMPOSITION OF COVER CROPS GROWN IN SPRING

ABSTRACT: The cultivation of grasses for straw production purposes has grown mainly in regions of tropical climate due to the high biomass production and the maintenance of a high soil cover. The objective of this study was to evaluate the biomass production and decomposition of soil cover crops, cultivated in the spring before corn. The experiment was installed at the Technological Center of Comigo in the municipality of Rio Verde (GO) in a dystrophic Red Oxisol clayey texture soil. Millet cultivars (ADR300, ADR500 and ADR7010), foot grass, the cover crop, and a control with spontaneous vegetation were used. The experimental design was a randomized block with 5 species, one control and four replications. The highest biomass yields, at 50 days after sowing, were observed at the cover crop and ADR500 millet treatments, with values higher than 15.000 kg ha-1. Regarding the C/N ratio, the footwort grass and the control presented lower values, differing from the millet ADR500 and ADR7010. The millet and the cover crop were efficient in keeping the soil covered because of the greater amount of biomass remaining in the initial phase of corn crop implantation, followed by the grass leggrass, due to the smaller decomposition of the straw.

KEYWORDS: Modeling, Crop residues, half-life.

Downloads

Publicado

2016-12-30

Como Citar

Assis, R. L. de, Boer, C. A., Pacheco, L. P., Braga Pereira Braz, A. J., de Pinho Costa, K. A., & Rodrigues Torres, J. L. (2016). PRODUÇÃO E DECOMPOSIÇÃO DE BIOMASSA DE PLANTAS DE COBERTURA CULTIVADAS NA PRIMAVERA. ENERGIA NA AGRICULTURA, 31(4), 328–333. https://doi.org/10.17224/EnergAgric.2016v31n4p328-333

Edição

Seção

Biomassa e Bioresíduos