ESTUDO CINÉTICO E FERMENTATIVO DO AMIDO DE MANDIOCA

Luiz Henrique Urbano, Emerson Loli Garcia, Magali Leonel, Claudio Cabello

Resumo


O amido é uma importante matéria prima industrial extraindo-se anualmente cerca de 60 milhões de toneladas em todo o mundo. Uma importante aplicação do amido é como fonte alternativa de energia, destacando-se a produção de etanol a partir do amido de mandioca. No Brasil, crescente demanda ressurgiu com a produção de veículos bicombustíveis e incentivos governamentais. Devido à importância energética do amido o presente trabalho objetivou hidrolisar e avaliar a cinética da fermentação alcoólica do amido de mandioca através da levedura S. cerevisiae cepa Y 904. Os resultados evidenciaram que o tratamento contendo 180 g L-1 de glicose demonstrou o melhor rendimento (94 % m/m). Contudo, o tratamento contendo 260 g L-1 de glicose, após 10 h de fermentação, apresentou glicose remanescente no processo e sob baixas concentrações de glicose a levedura demonstrou ser mais eficiente. Com base na viabilidade celular a cepa Y 904 demonstrou necessitar de maior tempo para completar a conversão do substrato.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17766/1808-981X.2017v13n1p46-55

Apontamentos

  • Não há apontamentos.