ENRIQUECIMENTO NUTRICIONAL DA CASCA DA MANDIOCA (Manihot esculenta, Crantz) POR PROCESSO BIOTECNOLÓGICO DESTINADO À ALIMENTAÇÃO ANIMAL

  • Lúcia Fátima Araújo Universidade Federal do Rio Grande do Norte http://orcid.org/0000-0001-6661-8426
  • Emerson Moreira de Aguiar Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Tecnologia, Av. Senador Salgado Filho, 3000 - Campus Universitário Lagoa Nova 59072-900 - Natal, RN - Brasil
  • Robson Rogério Pessoa Coelho Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Tecnologia, Av. Senador Salgado Filho, 3000 - Campus Universitário Lagoa Nova 59072-900 - Natal, RN - Brasil
  • Rioze de Castro Luciano Bacharel em Zootecnia da Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias–EAJ-UFRN
  • Raimundo Bernardino Filho Técnico Laboratório de Alimentos UFRN
  • Lucivânia Assis de Oliveira Navarro Técnica de Laboratório EAJ - UFRN

Resumo

O aumento da população mundial e, consequentemente, a crescente demanda por alimentos, gera grande quantidade de resíduos agroindustriais, como a casca de mandioca (Manihot esculenta Crantz). O objetivo deste trabalho foi promover a bioconversão proteica da casca da mandioca pela levedura Saccharomyces cerevisiae por meio da fermentação semissólida avaliando o efeito do enriquecimento nutricional na dieta dos animais em período de escassez de alimentos nas várias regiões do Brasil. A bioconversão da casca da mandioca por meio da fermentação semissólida, promoveu o enriquecimento proteico de até 10,2%. Obteve-se, com a bioconversão da casca de mandioca, um bioproduto de alto valor agregado podendo ser um alimento alternativo na alimentação animal principalmente em regiões onde há situações graves de desnutrição, o que influencia negativamente a atividade pecuária em períodos críticos do ano.

Biografia do Autor

Lúcia Fátima Araújo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias

Ciências Agrárias

Zootecnia

Nutrição e Alimentação Animal

Emerson Moreira de Aguiar, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Tecnologia, Av. Senador Salgado Filho, 3000 - Campus Universitário Lagoa Nova 59072-900 - Natal, RN - Brasil

Departamento de Agropecuária

Área: Zootecnia

Rioze de Castro Luciano, Bacharel em Zootecnia da Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias–EAJ-UFRN

 

 

Raimundo Bernardino Filho, Técnico Laboratório de Alimentos UFRN
Engenheiro de Alimentos pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Mestre em Tecnologia Agroalimentar pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Doutorando em Engenharia de Processos (UFCG) com mobilidade em Engenharia Química na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e Técnico de Laboratório de Alimentos na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Publicado
2018-01-15
Seção
Gestão de resíduos