COMPARAÇÃO ENTRE MÉTODOS DE ANÁLISES DE IMAGENS TERMOGRÁFICAS PARA DETECÇÃO DE LESÕES EM SUÍNOS EM FASE DE MATERNIDADE

  • Nathaly Santos Marques Melo
  • Késia Oliveira da Silva Miranda
  • Isabella Cardoso Ferreira Da Silva Condotta
  • Beatriz de Oliveira Passagnolo
  • Érica Ito

Resumo

Nos sistemas intensivos de produção de suíno, o tipo de cama utilizada interfere no desenvolvimento dos animais.  Na maternidade, os suínos apresentam diferentes graus de lesões no carpo e no tarso, causando dificuldade de locomoção e crescimento.  Deste modo, o diagnóstico precoce permite tratar o animal na fase inicial da doença.  Objetivou-se caracterizar e comparar duas metodologias existentes de análise de imagens termográficas das regiões das articulações do carpo e tarso de leitões na fase de maternidade, criados em três tipos de coberturas de piso de escamoteadores.  Foram utilizadas 542 imagens de suínos que apresentaram lesões nos membros anteriores e posteriores.  A temperatura superficial média (TSM) dos membros foi registrada por meio de imagens termográficas utilizando o software SmartView® 3.14.  Foram avaliados dois métodos: o primeiro por meio da marcação de 10 pontos ao longo de cada membro e o segundo, por meio do contorno da lesão nos membros dos leitões. Posteriormente, os métodos foram comparados utilizando o teste – t para dados pareados.  Os métodos apresentaram diferenças significativas (P≤0,05) entre si, sendo que o método de pontos apresentou temperaturas mais elevadas, o que pode indicar uma maior precisão em representar lesões.

PALAVRAS-CHAVE: imagem termográfica, ambiência, suínos.

Publicado
2018-08-01
Seção
Construções Rurais e Ambiência