PARÂMETROS FISIOLÓGICOS E HORMÔNIO CORTISOL COMO INDICADORES DE ESTRESSE TÉRMICO EM CAPRINOS SUBMETIDOS À CÂMARA CLIMÁTICA

  • Jaciara Ribeiro Miranda UFCG - Universidade Federal de Campina Grande http://orcid.org/0000-0001-7518-7402
  • Dermeval Araújo Furtado UFCG - Universidade Federal de Campina Grande
  • José Pinheiro Lopes Neto UFCG - Universidade Federal de Campina Grande
  • Valquiria Cordeiro da Silva
  • Neila Lidiany Ribeiro

Resumo

A exposição a temperaturas elevadas restringe a produtividade animal, tendo em vista as mudanças fisiológicas e hormonais que podem ser ocasionados pelo estresse térmico, contudo os estudos bioclimatológicos servem como ferramenta fundamental para avaliar os efeitos climáticos sobre o comportamento fisiológico dos animais, contribuindo desta forma com a seleção de animais mais adaptados às condições climáticas do semiárido. O objetivo desta pesquisa foi avaliar os efeitos das diferentes temperaturas (25,7; 29,4 e 33,4 ºC) em câmara climática nas respostas dos gradientes térmicos, do hormônio cortisol e dos pontos das temperaturas superficiais médias em caprinos mestiços da raça Boer, utilizando-se seis caprinos ¾Boer + ¼SRD, com peso médio de 25+ kg. Foram estimados os gradientes térmicos TS-TA (Temperatura Superficial - Temperatura Ambiental), TR-TS (Temperatura Retal - Temperatura Superficial) e TR-TA (Temperatura Retal - Temperatura Ambiental), coletou-se amostras de sangue para avaliação e quantificação das concentrações plasmáticas de cortisol pelo método Enzyme Linked Immuno Sorlent Assay (ELISA) e calculadas as temperaturas superficiais com base em diferentes metodologias. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, com três tratamentos e seis repetições; os dados foram analisados por meio do SAS pela aplicação dos procedimentos GLM e Teste de Tukey (T <0,05) para as variáveis significativas. Contudo conclui-se que os gradientes térmicos TS-TA TR-TS e TR-TA decresceram à medida que a temperatura elevou-se, pela dificuldade de perda do calor sensível e latente ocasionada pela elevação da temperatura. Observa-se também que não houve alteração no nível de cortisol significativa estatisticamente, assim como não há influência da quantidade de pontos na análise da temperatura superficial média (TSM) de caprinos podendo ser realizada satisfatoriamente por meio da coleta de somente três pontos.

 

Palavras-chave: ambiência, fisiologia, termorregulação.

Biografia do Autor

Jaciara Ribeiro Miranda, UFCG - Universidade Federal de Campina Grande

Zootecnista - UFPB 

Mestre em Engenharia Agrícola - UFCG

Doutoranda em Engenharia Agrícola - UFCG

 

Dermeval Araújo Furtado, UFCG - Universidade Federal de Campina Grande

Zootecnista pela Universidade Federal da Paraíba (1980); Mestrado em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (1987);

Doutorado em Recursos Naturais pela Universidade Federal da Paraíba (2002);

Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba e professor do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia da UFPB.

No período de maio de 2010 a outubro de 2014 foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola da UFCG.

José Pinheiro Lopes Neto, UFCG - Universidade Federal de Campina Grande
Graduação em Engenharia Agrícola e doutorado em Engenharia de Processos pela Universidade Federal de Campina Grande (2009). Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal de Campina Grande atuando nas áreas de Construções Rurais, Ambiência animal e Projeto de silos verticais.
Valquiria Cordeiro da Silva
Graduada em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal de Campina Grande-UFCG (2014). Mestre em Ciência e Tecnologia Ambiental pela Universidade Estadual da Paraíba-UEPB (2016). Atualmente é Doutoranda em Engenharia Agrícola na Área de Construções Rurais e Ambiência pela Universidade Federal de Campina Grande-UFCG (2017).
Neila Lidiany Ribeiro

Zootecnista

Mestre em Engenharia Agrícola (UFCG)

Doutora em Produção Animal  (UFPB)

PNPD do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Agroalimentar/ UFPB/Campus III

Publicado
2018-08-01
Seção
Construções Rurais e Ambiência