ACURÁCIA DO TOPODATA PROCESSADA À VERDADE TOPOGRÁFICA DE MACEIÓ-AL

  • Bruno Timóteo Rodrigues Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Mikael Timóteo Rodrigues Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Felipe de Souza Nogueira Tagliarini Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Arilson José de Oliveira Júnior Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"
  • Sérgio Campos Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar a qualidade e precisão dos dados SRTM processados ao Projeto TOPODATA, que oferece o Modelo Digital de Elevação (MDE) e suas derivações locais, validado por meio da verdade topográfica do município de Maceió - AL. Foi elaborada uma análise detalhada para detecção, melhoramento, validação e correção de alguns erros referentes às cotas altimétricas pertencentes às respectivas curvas de nível, onde foi aplicada a ferramenta de interpolação TIN (malha irregular de triangulação), assim, gerando do Modelo Digital de Elevação (MDE) em formato matricial representando a Verdade Terrestre. O MDE de altimetría da base de dados TOPODATA foi importado para o software QGIS 2.2.0, isolando as áreas de real interesse, originando um novo arquivo matricial representativo para cruzamento na matriz de confusão e validação por meio do Índice Kappa.  Foi observado que matriz de confusão apresentou resultados satisfatórios, onde cada classe teve maiores valores globais nos cruzamentos entre a Verdade Topográfica e os dados TOPODATA. No entanto, alguns locais com relevo plano, o TOPODATA apresentou algumas subestimações e com relevo acidentado superestimação. De modo geral, a avaliação da acurácia do TOPODATA processada à Verdade Topográfica de Maceió apresenta um MDT de boa classificação, o que confere a tal produto uma alternativa viável e rápida para mapeamento e modelagem ambiental.

Publicado
2018-08-01
Seção
Planejamento e Desenvolvimento Rural Sustentável