A INTERDEPENDÊNCIA ENTRE AS DISTRIBUIDORAS DE ENERGIA ELÉTRICA NO RIO GRANDE DO SUL

Márcio Marcelo Gross, Adriano Mendonça Souza

Resumo


O objetivo desse artigo foi analisar empiricamente as principais relações de interdependência entre as maiores distribuidoras de energia elétrica do Rio Grande do Sul (RS), (CEEE, AES e RGE) entre janeiro de 1998 e junho de 2013. A concentração do setor no estado também é analisada. Como abordagem econométrica utiliza-se o modelo VEC. De acordo com a decomposição da variância a ordem de influência no fornecimento de energia entre as distribuidoras é bem distinta. Tal fato pode ser explicado pelas diferenças de políticas administrativas e econômicas enfrentadas por cada empresa; sua participação no mercado, estrutura organizacional, e agilidade em reagir a mudanças no mercado ou nas suas concorrentes. Os resultados da estimação do modelo VEC se mostraram significativos em sua maioria a 10% de significância. Conclui-se que os resultados das metodologias empíricas corroboram a literatura e comprovam a influência existente entre as distribuidoras no seu fornecimento de energia elétrica. A partir de 2009 houve uma queda na concentração do mercado, porém as três maiores companhias detém ainda mais de 80% do fornecimento de energia elétrica no estado do RS.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17224/EnergAgric.2014v29n3p205-212